Monitorização da glicemia capilar no paciente com diabetes mellitus

A monitorização da glicemia capilar, ou teste de ponta de dedo, é essencial no seguimento de todo paciente diabético em uso de insulina ou de outros medicamentos que possam causar hipoglicemia como sulfonilureias. Em pacientes com diabetes mellitus tipo 2 que fazem tratamento com medicamentos que não causam hipoglicemia, o uso da monitorização da glicemia capilar é controverso.
Medição da glicemia através do aparelho Freestyle Libre
Medição da glicemia através do aparelho FreeStyle Libre
Antes de começar a monitorização, é importante ler o manual do glicosímetro (aparelho de medicação) com atenção e tirar todas as dúvidas com o médico ou com o fabricante. Alguns aparelhos possuem chips de calibração para cada novo conjunto de fitas. É importante que este chip seja trocado antes dos testes começarem a ser feitos. Além disso, as fitas possuem um estojo próprio que as protegem de umidade e oxidação. Devem ser mantidas SEMPRE dentro deste recipiente e só retiradas para os testes.
Via de regra, os testes devem ser realizados principalmente antes das refeições e lanches. Ocasionalmente são realizados testes após as refeições, antes de dormir ou de madrugada. Outras situações em que se recomenda realizar testes são antes de atividades físicas ou antes de tarefas com risco de acidentes, como dirigir, por exemplo. Sempre que houver ajuste na medicação ou mudança nos padrões alimentares e de exercício, pode ser necessária monitorização mais frequente. No caso de febre ou doença aguda, assim como durante a gravidez, o paciente diabético deve monitorar com maior frequência e manter contato com seu médico endocrinologista.
Também é importante que o paciente mantenha um registro diário dos testes de glicemia capilar. O registro pode ser feito em agenda, planilha no computador, ou mesmo em aplicativo indicado pelo seu médico (GlicOnline ou My Sugr, por exemplo). Neste diário, além do valor da glicemia capilar, também é importante que se registre dia, hora, dose de insulina, alimentação e atividades físicas. Diversos modelos de glicosímetros guardam na memória um número variável de testes. Contudo, ainda assim, é aconselhável de o paciente tenha seus próprios registros.
Já temos disponível um dispositivo capaz de medir a glicemia em tempo real. O aparelho FreeStyle Libre da Abbott funciona através de um sensor introduzido no braço que deve ser trocado a cada 14 dias. A leitura da glicemia é feita através de um sistema wireless e o sistema conta com software que analisa e fornece gráficos muito precisos da flutuação da glicemia do paciente. Promessa de maior conforto e comodidade…
Por fim, é importante higienizar as mãos com água e sabão antes de realizar cada medição. Além disso, manter o aparelho e as fitas em estojo próprio e sempre limpos são obrigações do paciente diabético.
Dr. Mateus Dornelles Severo
Médico Endocrinologista
Mestre em Endocrinologia
CREMERS 30.576
www.facebook.com/drmateusendocrino

Deixe uma resposta