Cuidados que devemos ter na páscoa

A Páscoa está aí, e com ela os chocolates, colombas e peixes. Estes alimentos proporcionam diversos benefícios para o nosso organismo, mas quando ingeridos inadequadamente podem causar problemas que vão desde o ganho de peso até intoxicação alimentar.

Ao contrário do que se pensa, a colomba pascal pode pesar muito mais na balança do que o chocolate, pois é um alimento rico em açúcares e farinha refinada, o que agrega um alto valor calórico.

pascoa

Embora existam muitas opções e marcas de chocolates, geralmente todos são calóricos. Na hora da escolha evite as variedades acrescidas de oleaginosas como amendoins, castanhas e avelãs. Os chocolates amargos são a melhor opção porque possuem maior concentração de cacau e, desta forma, proporcionam mais compostos fenólicos, substâncias antioxidantes que auxiliam na prevenção de doenças cardiovasculares por reduzirem os níveis de colesterol. Sim, acredite, com moderação, o chocolate proporciona benefícios ao organismo. Contudo, o excesso pode causar problemas como cáries, diabetes, obesidade, além de problemas digestivos e cardíacos. Uma barra de chocolate ou ovo de 100 g contém 25% das calorias que uma pessoa precisa por dia e atinge quase a recomendação diária de gorduras.

Os peixes em geral apresentam baixo teor de gordura, com diferenças significativas entre as espécies. Os provenientes de águas profundas e frias, como o salmão e a sardinha, são ricos em ômega 3. É importante saber a origem e conservação do peixe, pois em estado ruim, o alimento pode gerar grave intoxicação.

Após o período de Páscoa, o ideal é voltar para a alimentação mais equilibrada, excluindo os chocolates por um período e aumentando a ingestão de frutas e verduras, além de procurar acompanhamento com profissional capacitado.

Maiana da Costa Vieira
Nutricionista
CRN2 9642

Deixe uma resposta