Nutrição e atividade física

A associação entre uma alimentação saudável e a prática regular e orientada de atividade física traz diversos benefícios ao organismo como a redução e manutenção do peso – em função do aumento do gasto calórico -, perda de gordura localizada, ganho de massa muscular, maior coordenação motora, melhora da capacidade cardiorrespiratória e diminuição do estresse. Isso tudo auxilia na prevenção de inúmeras doenças crônicas não transmissíveis como diabetes mellitus, hipertensão arterial, obesidade e doenças cardiovasculares.

É comprovado que a associação de um treinamento físico adequado e o consumo de nutrientes específicos exerce influência positiva no desempenho esportivo, pois prepara o organismo para o esforço, fornecendo os nutrientes necessários que irão variar de acordo com o tipo de exercício.

atividade fsica mateus severo endocrinologista

Para atletas e indivíduos que praticam regularmente atividades físicas, a alimentação visa otimizar a performance e permitir que os objetivos sejam obtidos mais rapidamente, sendo, portanto, de fundamental importância para um bom desempenho em qualquer modalidade esportiva. Para isso, deve ser balanceada e completa, fornecendo todos os nutrientes necessários para que o organismo realize suas funções de crescimento, reparo e manutenção dos tecidos, além de ser fonte de energia.

Uma correta nutrição pode evitar a fadiga, diminuir o período de recuperação e a ocorrência de lesões, promover qualidade de vida e ainda garantir a correta reposição dos estoques de energia. Uma alimentação equilibrada também contribui para o fortalecimento do sistema imunológico e garante boa concentração.

A dieta do praticante de atividade física regular deve ser composta, em sua maior parte, por alimentos ricos em carboidratos, que são as principais fontes de energia (arroz, pão e macarrão integrais, granola, entre outros). A reposição de carboidratos é importante para o bom desempenho, já que os estoques do organismo são limitados. O carboidrato deve ser consumido antes e após o término da atividade e, em alguns casos, durante o exercício, pois contribui para que a recuperação muscular se torne mais rápida, preparando o músculo para atividades subseqüentes.

A proteína é de extrema importância, pois é utilizada no anabolismo que ocorre no período pós-atividade física. O fornecimento de quantidade necessária de proteínas pode acelerar o reparo e favorecer o aumento de massa muscular. Os alimentos proteicos como leite, carnes, queijos brancos, iogurte, ovos, soja e quinua, devem ser consumidos após a atividade física.

A prática de atividade física tem como um de seus objetivos reduzir os depósitos de gordura corporal, portanto deve ser acompanhada de baixa ingestão de lipídios na dieta, para que os resultados sejam obtidos mais rapidamente. Alimentos ricos em gordura, não devem ser consumidos próximos ao período de atividade física.

A hidratação também é importante para o bom desempenho físico. A ingestão de água antes, durante e após o exercício é fundamental para repor a perda hídrica que ocorre durante a atividade física.

Energia, resistência, bom desempenho e qualidade de vida são o que todos os praticantes de atividade física buscam. Isso vale tanto para os atletas profissionais quanto para as pessoas que se exercitam para manter a saúde e a boa forma. Neste sentido, a boa nutrição é uma grande aliada.

Maiana da Costa Vieira

Nutricionista Especialista em Nutrição Clínica Funcional

CRN2 9642

Deixe uma resposta