Deficiência de vitamina D: o que você precisa saber?

O que é a vitamina D?

A vitamina D é uma vitamina solúvel em óleo que possui uma série de funções importantes no organismo:

– ajuda na absorção do cálcio e do fósforo pelo intestino;

– regula a função das paratireoides, glândulas responsáveis pela regulação do metabolismo ósseo.

Através dessas funções a vitamina D mantém normais os níveis de cálcio e fósforo no sangue. Além disso, a vitamina D é importante para manter a função do sistema muscular e do sistema imune, ajudando a evitar quedas e infecções.

vitaminas-d

Quais as fontes de vitamina D?

A vitamina D é produzida pela pele quando exposta a luz solar. A produção de vitamina D depende da cor da pele, da idade e do tempo de exposição ao sol. Pessoas idosas, com cor de pele escura e nos meses de inverno, produzem menos vitamina D.

A vitamina D também pode ser ingerida através dos alimentos como derivados lácteos enriquecidos (sempre verificar o rótulo), peixes gordurosos como o salmão, óleo de fígado de bacalhau e ovos (estes em bem menor quantidade).

Quais as causas de deficiência de vitamina D?

A baixa ingestão de alimentos ricos em vitamina D e a baixa exposição solar são as principais causas. Contudo, devido ao risco aumentado de câncer de pele, a exposição solar não é considerada a melhor opção de reposição de vitamina D, principalmente para crianças.

Algumas vezes, a alimentação e exposição solar são apropriadas, mas mesmo assim a deficiência ocorre. Nestes casos deve se desconfiar de problemas no fígado ou intestino, que dificultem a absorção da vitamina D, ou ainda, doenças renais que impedem a ativação da vitamina.

O que a deficiência de vitamina D pode causar?

A deficiência de vitamina D pode levar a queda dos níveis de cálcio e fósforo no sangue e enfraquecimento dos ossos (raquitismo na criança e osteomalácia no adulto). Além disso, níveis menores de deficiência, ou insuficiência, são extremamente comuns. A insuficiência de vitamina D pode levar a osteopenia, osteoporose, quedas e, consequentemente, fraturas.

Como é feito o diagnóstico da deficiência de vitamina D?

O diagnóstico é extremamente simples. Basta dosar a vitamina D no sangue (25 hidroxivitamina D). Se os níveis estiverem acima de 30 ng/mL, está tudo normal. Se estiverem abaixo, há insuficiência ou deficiência.

Quem deve fazer o exame?

Pacientes idosos, acamados, com história de doenças ósseas ou fraturas e com baixos níveis de cálcio, devem dosar a vitamina D.

Como é feito o tratamento da deficiência de vitamina D?

O tratamento também é simples e depende do grau de deficiência e dos problemas de saúde apresentados pelo paciente. É feita a reposição de vitamina D via oral com reavaliação do exame de sangue dentro de 3 meses.

Como prevenir a deficiência de vitamina D?

A prevenção pode ser feita com ingestão de 400 UI (crianças) a 800 UI (adultos) de vitamina D por dia através de alimentos enriquecidos ou suplementos de vitamina D.

Se você desconfia que possa ter deficiência de vitamina D, procure um endocrinologista e faça uma avaliação.

Fonte: UpToDate OnLine

Dr. Mateus Dornelles Severo

Médico Endocrinologista

CREMERS 30.576

mateusdsevero@gmail.com

Deixe uma resposta