Novos dados sugerem que refrigerantes possam aumentar o risco de derrames ou isquemias

Uma nova análise do estudo NHS aponta os refrigerantes, normais e de baixa caloria, como culpados mais uma vez.

Os pesquisadores acompanharam cerca de 120.000 profissionais da saúde, por mais de 20 anos. Após a análise detalhada dos seu hábitos alimentares, percebeu-se que o consumo de 1 lata de refrigerante, normal ou de baixa caloria, aumentou o risco de acidente vascular encefálico (derrames ou isquemias) em 16%. Mesmo após ajustes da análise para diabetes e pressão alta, o risco se manteve.

refrigerantes mateus severo endocrinologia

O pesquisador Dr. Bernstein acredita que esse aumento de risco deva-se a alterações nos níveis de pressão e de glicose (“açúcar no sangue”) causados pelos refrigerantes.

Por outro lado, os profissionais de saúde que fizeram uso regular de café, apresentaram redução de 10% no risco de derrames ou isquemias. Diferentemente dos refrigerantes, o café contém uma série de substâncias antioxidantes que contribuiriam para redução do risco.

Fica a dica: evite os refrigerantes! Sucos preparados com frutas frescas, café e a boa e velha água, são as melhores opções.

Dr. Mateus Dornelles Severo

Médico Endocrinologista

CREMERS 30.576

mateusdsevero@gmail.com

Deixe uma resposta