Refrigerante pode aumentar o risco de doenças cardíacas em até 20%

Há muito já se fala dos problemas associados ao consumo excessivo de refrigerantes. A grande quantidade de açúcar dessas bebidas contribui para o aumento de peso, surgimento de diabetes mellitus tipo 2 e todas suas consequências.

No último dia 12, equipe de pesquisadores de Boston (EUA), publicou na revista médica Circulation algumas “novidades ruins” sobre os refrigerantes.

refrigerante mateus severo endocrinologia

Entre elas:

– o consumo de apenas uma latinha por dia já é capaz de aumentar o risco de doenças cardiovasculares, como angina e infarto, em até 20% (o cigarro aumenta o risco de doenças cardíacas em 27%);

aumento nos níveis de triglicerídeos;

– redução do HDL (“colesterol bom”);

– aumento nos níveis de marcadores inflamatórios associados a doenças cardíacas.

Segundo os pesquisadores, uma vez que o consumo de refrigerantes vem aumentando, principalmente entre as classes mais pobres da sociedade, são de suma importância que se desenvolvam estratégias para desencorajar seu consumo.

Para substituir os refrigerantes, os pesquisadores sugerem café, chá ou simplesmente água. Sucos industrializados provavelmente são tão ruins quanto os refrigerantes, já que também têm alto teor de açúcar.

A prevenção de doenças cardíacas e vasculares começa com hábitos alimentares saudáveis. Procure um endocrinologista ou nutricionista e tire suas dúvidas.

Dr. Mateus Dornelles Severo

Médico Endocrinologista

CREMERS 30.576

mateusdsevero@gmail.com

Deixe uma resposta