Complicações associadas à obesidade: o problema vai além do excesso de peso

O sobrepeso e a obesidade sabidamente são causas de uma série de condições que agravam muito a saúde das pessoas que estão acima do peso. Os quilos a mais trazem junto doenças como o diabetes mellitus tipo 2 e a doença coronariana (entupimento dos vasos do coração), que aumentam o risco de morte. Dados de um estudo publicado no ano de 2009 na revista médica Lancet (1) mostram que quanto maior o peso, maior a chance de morte por qualquer causa. Dentro do período de 12 meses, 20 de cada mil homens com obesidade grau 1 (IMC entre 30 e 34,9 kg/m²) morrem. Quando a obesidade é grau 3 (IMC de 40 kg/m² ou mais), a mortalidade sobre para 35 em mil!

obesidade mateus severo endocrinologia

Entre as complicações da obesidade estão:

diabetes mellitus tipo 2;

– pressão alta;

– aumento do colesterol e triglicerídeos;

– artrite gotosa;

– artrose de quadril, joelho e tornozelo;

– doenças cardíacas e vasculares;

– acidente vascular encefálico (“isquemia” ou AVC);

– trombose;

fígado gorduroso, hepatite e cirrose;

– tumores malignos (câncer) do aparelho digestivo;

– doenças respiratórias, como a apneia do sono;

– doenças psiquiátricas/psicológicas, como depressão e ansiedade.

Todos os problemas listados agem em conjunto, diminuindo a qualidade de vida do paciente obeso e aumentando o risco de morte. Atualmente, o excesso de peso é muito mais do que um problema estético. É uma condição que diminui a expectativa de vida, além de piorá-la.

Logo, o manejo do excesso de peso vai além da redução dos quilos. A avaliação e abordagem apropriadas das condições associadas são parte fundamental do tratamento. Por exemplo: o paciente obeso com dor nos joelhos e problemas para dormir, dificilmente vai estar disposto a se exercitar. Já o paciente obeso e diabético, tem risco ainda maior de desenvolver problemas cardíacos e no fígado.

Se você desconfia que esteja acima do peso, mesmo que não suspeite de nenhuma complicação, procure um endocrinologista para uma avaliação. O tratamento apropriado da obesidade e de suas complicações garante uma vida mais longa e de melhor qualidade.

Referência:
1- Whitlock G, Lewington S, Sherliker P, et al. Body-mass index and cause-specific mortality in 900,000 adults: collaborative analyses of 57 prospective studies. Lancet 2009; 373:1083.

Dr. Mateus Dornelles Severo

Médico Endocrinologista

CREMERS 30.576

www.facebook.com/drmateusendocrino

Deixe uma resposta