Hipotireoidismo e obesidade: qual o tamanho da culpa da tireoide no excesso de peso?

Este é um dos conceitos mais equivocados não só na Endocrinologia como na Medicina: hipotireoidismo causa obesidade. Não é bem assim!

O hipotireoidismo é uma condição caracterizada pela diminuição da produção de hormônios pela tireoide. Os hormônios tireoidianos (T4 e T3) regulam diversas funções metabólicas do organismo, entre elas o manejo de substâncias chamadas glicosaminoglicanos. Quando ocorre deficiência dos hormônios tireoidianos, os glicosaminoglicanos se acumulam nos diferentes tecidos do corpo. Junto com esse acúmulo, ocorre retenção de água. Este é o ponto! Na realidade, a grande responsável pelo ganho de peso no hipotireoidismo é a água.

388813

Diversos estudos mostram que o ganho de peso associado ao hipotireoidismo é discreto. A maioria das pessoas com hipotireoidismo aumenta seu peso em no máximo 10%, ou seja, cerca de 5 quilos.

Outra informação importante é que mesmo indivíduos com hipotireoidismo grave, ou seja, com valores muito baixos de hormônios tireoidianos, quando são devidamente tratados e acompanhados por período de 1 ano, perdem cerca de 4 quilos. A avaliação da composição corporal destes pacientes mostra que a diminuição do peso realmente ocorre por perda de água e não de gordura.

Além disso, pessoas com obesidade, geralmente estão mais de 15 quilos acima do peso. Ou seja, mesmo que se identifique hipotireoidismo nestes pacientes, o tratamento da disfunção tireoidiana unicamente não vai resolver o problema do excesso do peso.

Em resumo, quando se refere a excesso de peso, a tireoide é na maioria das vezes inocente. E os verdadeiros culpados não podem passar despercebidos. A alimentação inapropriada e o sedentarismo devem ser identificados e combatidos. O sucesso do tratamento depende disso.

Dr. Mateus Dornelles Severo

Médico Endocrinologista
CREMERS 30.576
mateusdsevero@gmail.com

Deixe uma resposta