Impedância bioelétrica e densitometria de corpo inteiro: úteis ou fúteis?

A impedância bioelétrica e a densitometria de corpo inteiro são exames utilizados para determinar a proporção de massa magra e de gordura em um determinado indivíduo. Em outras palavras, determinam a porcentagem de gordura corporal.

A impedância bioelétrica (figura abaixo) usa uma corrente elétrica que é passada através do corpo para determinar a porcentagem de gordura. Já a densitometria, usa raios-x. Ambos são usados em diversas pesquisas médicas e, até agora, essa é a única indicação de tais exames.

impedancia

Quando se procura literatura médica pertinente sobre a utilidade da impedância bioelétrica e da densitometria de corpo inteiro em ajudar a indicar tratamento para excesso de peso, não se encontra nada. Ou seja, não existe prova alguma de que fazer qualquer um dos exames ajude o médico a tomar qualquer conduta que possa beneficiar o paciente. Com relação à monitorização também não existem dados. Ou seja, ficar repetindo o exame de tempo em tempo de pouco ou nada serve para avaliar a qualidade ou modificar o tratamento. Por estes motivos, os planos de saúde não cobrem estes tipos de exames.

Com o constante desenvolvimento de novas tecnologias, os custos com cuidados de saúde têm crescido vertiginosamente. Cabe aos médicos saber indicar os exames que realmente fazem diferença no diagnóstico e no tratamento dos problemas em questão. Quando isso não acontece, a Medicina vira comércio e quem perde é o paciente.

No diagnóstico e no tratamento do excesso de peso, a verdade é que ainda não inventaram melhores instrumentos que a balança, o antropômetro e a fita métrica e melhor exame que o exame físico. Felizmente, mais uma vez, o barato ainda é o melhor.

Dr. Mateus Dornelles Severo
Médico Endocrinologista
CREMERS 30.576
mateusdsevero@gmail.com

Deixe uma resposta