A dieta DASH no tratamento da hipertensão arterial

A hipertensão arterial sistêmica (HAS) é uma condição clínica multifatorial caracterizada por níveis elevados e sustentados de pressão arterial. É considerada um dos principais fatores de risco cardiovascular e um dos mais importantes problemas de saúde pública.

As atuais recomendações para a prevenção e tratamento da hipertensão enfatizam a terapia não medicamentosa, que se trata basicamente em modificações no estilo de vida tais como perda de peso, redução da ingestão de sódio, aumento da atividade física, limitado consumo de álcool e adoção da dieta DASH.

12diet

A sigla DASH (Dietary Approach to Stop Hypertension) significa abordagens dietéticas para parar a hipertensão. A denominação dieta DASH surgiu a partir de um estudo multicêntrico randomizado realizado, por cientistas norte-americanos que testaram os efeitos de padrões alimentares através de nutrientes específicos sobre a pressão arterial.

O estudo DASH mostrou que a pressão arterial foi reduzida por meio de plano alimentar com baixo teor de gordura total e saturada, colesterol e com maior consumo de frutas, legumes e verduras, além de produtos lácteos livres ou com baixo teor de gordura. O plano alimentar também inclui grãos integrais, peixes, aves e preconiza o consumo reduzido de carne vermelha, doces, produtos com adição de açúcares, sendo rica em potássio, magnésio e cálcio.

Este padrão nutricional tem impacto importante na redução da pressão arterial. Além disso, a dieta traz benefícios adicionais para quem deseja perder peso, reduzindo também biomarcadores de risco cardiovascular. As VI Diretrizes Brasileiras de Hipertensão recomendam este plano alimentar por fornecer orientações muito pertinentes de uma dieta adequada para o controle da pressão arterial.

Veja abaixo algumas recomendações ao estilo dieta DASH:

1. Escolha alimentos que possuam pouca gordura saturada, colesterol e gordura total. Exemplo: carnes magras, aves e peixes, não exagerando na quantidade;
2. Coma muitas frutas e hortaliças aproximadamente de 4 a 5 porções diárias;
3. Prefira alimentos integrais como pães, cereais, massas e arroz;
4. Coma oleaginosas (castanhas), sementes e grãos de 4 a 5 porções por semana (40g de castanha);
5. Reduza a adição de gorduras. Utilize margarina light e óleos vegetais insaturados como soja, milho, canola e azeite de oliva;
6. Evite a adição de sal nos alimentos como também molhos prontos, caldos e outros produtos industrializados. Dê preferência aos temperos naturais;
7. Diminua ou evite o consumo de doces e bebidas com açúcar.

Portanto, torne sua vida mais saudável. Melhore seu estilo de vida. E não fique com dúvidas sobre sua alimentação, procure um nutricionista ou seu médico.

Andressa da Rosa Rodrigues

Nutricionista Personal Diet
CRN2 7538p
andressa1_rosa@hotmail.com
andressanutricionista.blogspot.com

Deixe uma resposta