Hipertireoidismo: quando desconfiar se a tireoide está funcionando demais?

HIPERtireoidismo é como se chama a doença em que a glândula tireoide produz hormônios em excesso. É diferente de HIPOtireoidismo. Nesta última há uma diminuição na produção de hormônios pela tireoide.

O que é tireoide?

A tireoide é uma glândula localizada na região anterior do pescoço, logo abaixo do pomo-de-adão. É responsável pela produção de hormônios (T4 e T3) que regulam o a maneira como nosso corpo usa a energia, ou seja, nosso metabolismo.

A tireoide, por sua vez, é controlada pela glândula hipófise, localizada na base do cérebro, através de um terceiro hormônio chamado TSH.

mateus_severo_endocrinologia_18

Quais as causas de hipertireoidismo?

A principal causa de hipertireoidismo é a condição chamada de Doença de Graves (se pronuncia “greives”). Na Doença de Graves, a tireoide é atacada por anticorpos que a estimulam a produzir T4 e T3 em excesso. Pode acometer tanto homens quanto mulheres, mas é mais comum nestas. Os pacientes com Doença de Graves podem desenvolver, além dos sintomas de hipertireoidismo e aumento da tireoide, doença nos olhos, principalmente se fumarem. Chamamos esta doença dos olhos de Orbitopatia de Graves.

Outras causas de hipertireoidismo são:

nódulos de tireoide tóxicos, ou seja, nódulos que produzem hormônio em excesso;

– tireoidites (inflamação da tireoide). Em alguns casos, essa inflamação é acompanhada por dor na localização da tireoide;

– ingestão de hormônio tireoidiano em excesso (o termo correto é tireotoxicose).

Quais os sintomas do hipertireoidismo?

As pessoas com hipertireoidismo geralmente tem sintomas como:

– ansiedade, irritabilidade e sono agitado;

– fraqueza, especialmente nos braços e coxas, o que torna difícil a subida de escadas;

– tremores finos, especialmente das mãos;

– aumento da produção de suor e intolerância ao calor;

aceleração dos batimentos cardíacos e arritmias;

– cansaço;

– bócio (aumento do tamanho da tireoide);

– perda de peso apesar do apetite normal ou aumentado.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico é simples e feito através da dosagem dos hormônios (TSH, T4 e T3) no sangue. Para determinar a causa do hipertireoidismo, algumas vezes são necessários exames complementares como ecografia e cintilografia de tireoide.

Como é feito o tratamento?

O tratamento depende da causa do hipertireoidismo e pode ser feito com medicamentos, iodo radioativo ou cirurgia.

Caso você apresente sintomas e desconfie que possa estar com hipertireoidismo, procure o endocrinologista para avaliação e tratamento adequados.

Dr. Mateus Dornelles Severo

Médico Endocrinologista

Doutor e Mestre em Endocrinologia

CREMERS 30.576 – RQE 22.991

www.facebook.com/drmateusendocrino

Deixe uma resposta