Diabetes mellitus tipo 2: conheça, enfrente e viva bem!

O que é diabetes mellitus tipo 2?

Todas as células do nosso corpo precisam de combustível para funcionar. O principal combustível chama-se glicose, que é um tipo de açúcar. Para que a glicose consiga entrar nas nossas células, ela conta com a ajuda do hormônio chamado insulina. No diabetes mellitus tipo 2, nossas células ficam menos sensíveis e a quantidade de insulina secretada pelo pâncreas (órgão que existe dentro do nosso abdome, atrás do estômago) passa a não ser suficiente, fazendo com que a glicose suba no sangue.

O diabetes mellitus tipo 2 é a forma mais comum de diabetes. Aproximadamente 1 de cada 10 brasileiros é diabético.

diabetes glicosimetro mateus severo endocrinologista

O que causa o diabetes mellitus tipo 2?

São fatores de risco para o diabetes mellitus tipo 2:

– aumento da idade

– etnia (negros têm o risco maior que os brancos)

– história de diabetes mellitus nos familiares

excesso de peso, principalmente se a barriga for grande

– falta de atividade física

– fumo

alimentação inadequada, com excesso de produtos industrializados e poucos cereais integrais, frutas e verduras

Quais são os sintomas do diabetes mellitus tipo 2?

Atenção! A grande maioria dos pacientes não sente nada! Logo, é muito importante fazer exames periódicos, principalmente se você se encaixa em algum dos grupos de risco.

Quando a glicose está muito alta no sangue, os sintomas mais comuns são:

– necessidade de urinar toda hora

– sede excessiva

– visão borrada

Pode acontecer também em alguns casos: fadiga, perda de peso e até mesmo coma com necessidade de internação hospitalar.

Como se faz o diagnóstico de diabetes mellitus tipo 2?

O diagnóstico do diabetes mellitus tipo 2 pode ser feito através da medida da glicose no sangue (mais especificamente, no plasma), em jejum e, em alguns casos, após sobrecarga de glicose anidra (após beber uma espécie de suco muito doce) ou da hemoglobina glicada. Se eles estiverem suficientemente elevados em duas ocasiões, o diagnóstico está fechado. Em pacientes muito sintomáticos, uma medida de glicose elevada já é suficiente para o diagnóstico.

O que o diabetes mellitus tipo 2 pode fazer de ruim para a saúde?

Além de causar os sintomas já descritos, se não tratado adequadamente, o diabetes mellitus tipo 2 pode levar a complicações como:

cegueira

– insuficiência renal crônica e hemodiálise

amputações

– doenças vasculares como infarto e isquemias

– doença nos nervos

– em homens, problemas na ereção

O diabetes mellitus tipo 2 tem cura?

O diabetes mellitus tipo 2 é uma doença crônica, ou seja, não tem cura. Mas com o tratamento adequado, evitam-se as complicações e o paciente tem uma excelente qualidade de vida.

Como se trata o diabetes mellitus tipo 2?

Além da modificação do estilo de vida (corrigir alimentação, fazer atividades físicas, emagrecer, parar de fumar), pode ser necessário uso de remédios para baixar a glicose. Existe uma grande diversidade de remédios antidiabéticos em comprimidos, além da insulina, que muitas vezes é necessária, principalmente nos casos mais graves. O paciente diabético deve manter controlada sua pressão arterial, colesterol no sangue e fazer regularmente avaliação/prevenção de possíveis complicações, como por exemplo, consulta com oftalmologista anual.

Por ter o manejo complexo, é aconselhável, sempre que possível, que o diabetes mellitus tipo 2 seja acompanhado regularmente (3 a 4 vezes por ano, no mínimo) por médico endocrinologista experiente e familiarizado com seu tratamento.

Dr. Mateus Dornelles Severo

Médico Endocrinologista

Mestre em Endocrinologia

CREMERS 30.576 – RQE 22.991

www.facebook.com/drmateusendocrino

Deixe uma resposta